fbpx
Design

User Experience: Como melhorar a experiência do usuário no site da sua empresa

User Experience

A necessidade de desenvolver uma boa presença no digital está cada vez mais latente nas empresas, principalmente com o crescimento do público online nos últimos anos.

Temos certeza que sua empresa está antenada nisso e que você tem buscado desenvolver seu site, aplicativos e ferramentas, para que a experiência do usuário, ou UX, seja cada vez mais ideal.

Pensando nisso, atrelado ao fato que os altos índices de satisfação não dependem mais inteiramente das qualidades dos produtos e serviços, e que a experiência do usuário também agrega valor à imagem da sua empresa no mercado, desenvolvemos esse artigo de como uma boa gestão de UX pode melhorar seus resultados.

Boa leitura!

Os 8 pilares da experiência do usuário para um bom desempenho de um site

O que significa uma boa experiência do usuário para você?

Para nós, a Experiência do Usuário, ou User Experience – UX, é um conjunto de atributos que determinam o quão satisfatório e positivo é a experiência de uma pessoa ao acessar seu site, aplicação de web ou outra local digital em que sua empresa estiver.

A Experiência do Usuário não é uma coisa que se “inclui” numa etapa de projeto e ele tá pronto, é um trabalho constante que nunca tá pronto, haja vista que precisa estar em constante evolução e atualização, assim como o comportamento do seu público.

Como o termo “experiência” pode ser demasiadamente subjetivo, temos 8 pilares que servem como norte de avaliação e aplicação, vamos falar sobre eles abaixo.

Acessibilidade

A acessibilidade em UX se refere a acessar um site a partir de diferentes dispositivos, como desktop, mobile ou tablet.

Nesse ponto, é importante que o design seja responsivo, ou seja, capaz de se ajustar e se otimizar a diferentes formatos e mais, que esses ajustes mantenham a qualidade de performance pro usuário que navegar por ele.

Aqui, também precisamos destacar a acessibilidade para pessoas com restrições físicas ou visuais, lembrando que, quanto mais acessível, melhor o seu site também irá rankear no Google.

Caso queira se aprofundar mais nesse assunto, leia o nosso artigo sobre Acessibilidade Digital.

Atrativo visual

Como dizem: “A primeira impressão é a que fica” e isso vale muito quando falamos na experiência do usuário, por isso invista em layout atraente, agradável e coerente, agregando valor estético a sua empresa.

Pense com a gente, quando você entra em um site onde visualmente ele está bagunçado ou com aparência defasada, isso te inspira mais ou menos confiança na empresa?

Utilidade

E mais, além de ser visualmente atrativo, ele também precisa ser funcional.

Nesse ponto é importante conhecer bem seu usuário, saber o que ele busca ao entrar no seu site, por exemplo. Esse tipo de informação, você pode obter analisando os mapas de calor com o intuito de sempre otimizar a experiência.

Credibilidade

Como especialistas em sites, podemos afirmar que: para que um site transmita credibilidade, ele precisa estar correto, 100% livre de erros para que atenda as expectativas do usuário.

Assim, é importante que você mantenha uma equipe que contribua de maneira tangível para solução rápida de possíveis problemas, pois uma boa experiência com seu site garante confiança que pode levar a compras, fechamento de negócios, contratos e relações duradouras com seus clientes.

Intuitividade

Existem três coisas que precisam ser eficazes na experiência do usuário: usabilidade, capacidade de digitalização e intuitividade.

Do que adianta um site lindo, se seu usuário não sabe como usá-lo?

Para isso, garanta que as pessoas que irão desenvolver ou otimizar seu site tenham experiência em UX Writing, isso fará com que seu usuário tire o máximo proveito dele.

Desempenho técnico

Quanto tempo seus usuários estão esperando seu site carregar? Aparece mensagem de erro quando eles tentam executar alguma ação?

Velocidade de carregamento e um bom desempenho técnico são fundamentais para que seu site alcance boas taxas de conversão (CRO), bem como seja valorizado pelos algoritmos do Google (SEO). 

Proximidade e cumplicidade

Um ponto importante, e infelizmente muito ignorado por muitas empresas, é a sensibilidade de saber que quem acessa o site, do outro lado da tela, é o usuário, ou seja, uma pessoa e não um robô.

Por isso, humanizar páginas e ferramentas podem ser o grande diferencial em meio aos seus concorrentes, permitindo com que sua empresa se conecte emocionalmente com seu usuário, aumentando o engajamento e gerando uma experiência de navegação bem sucedida.

Inovação e originalidade

Por fim, experiências inovadoras sempre são memoráveis.

Sabemos que dependendo do segmento da sua empresa, talvez a inovação não seja possível, mas originalidade pode ser uma opção. 

Quanto mais único for seu site, quanto mais representar os valores e missão da sua empresa, melhor será a experiência do usuário.

Todos esses pilares devem ser aplicados em qualquer desenvolvimento de site pensando na utilização dele pelo usuário, e temos certeza que, ao ler todos esses pilares, muitas ideias vieram à sua mente.

Abaixo vamos aprofundar práticas adotadas pelo time Titânio com nossos clientes e que podem te ajudar na otimização do seu site.

Otimizações práticas que podem ser feitas no seu site e que melhoram a experiência do usuário

Uma boa experiência do usuário abre possibilidades reais de conversão, fechamento de negócios e, ao mesmo tempo, favorece a imagem da sua empresa no meio digital.

Esse é um dos pontos principais quando falamos de gestão de marca, podendo ser o seu grande diferencial em meio a concorrência, gerando um maior  Lifetime Value (LTV).

Abaixo vamos apresentar práticas que usamos como rotina com nossos clientes:

Estratégias de Web Performance Optimization (WPO)

A oferta de um site otimizado, responsivo e implacável, do ponto de vista técnico, elimina o atrito nos processos de interação e comunicação, dando solidez à experiência do usuário.

Para isso, um bom serviço de hosting (responsável por hospedar o site em um espaço seguro, estável e bem estruturado para que continue funcionando e não saia do ar) e um bom CMS (Sistema de Gestão de Conteúdo) são fundamentais.

Dessa forma, você consegue se cercar de boas ferramentas para garantir um site rápido, compactando imagens e desativando plugins que não agreguem a experiência do usuário.

Boas práticas de UX Writing

UX Writing não serve apenas para organizar o conteúdo, orientar o usuário e promover a intuitividade.

A escrita UX também envolve a inclusão de palavras e mensagens em legendas e pequenos fragmentos de texto que se conectam ao usuário e evocam seus sentimentos.

Inclusive, dentro desse conceito está o copywriting, que também inclui chamadas para a ação para incentivar o usuário a tomar atitudes favoráveis ​​ao processo comercial.

Para isso, quanto mais você conhecer o comportamento do usuário que você quer atrair, mais o UX Writing conseguirá despertar as ações que queremos que ele tenha no site.

Seja claro na proposta de valor

Uma boa proposta de valor clara e objetiva resolve o problema da grande maioria dos sites e landing pages confusos que você provavelmente encontra online.

Por isso, melhor que palavras bonitas e rebuscadas, aposte na linguagem que o seu cliente em potencial entende. Essa é uma forma de humanizar seu conteúdo e gerar uma proposta de valor que seja captada por ele.

Uma boa forma de testar sua proposta de valor é apresentá-la a pessoas que já são seus clientes e perguntar o que eles entendem. Assim você saberá que está no caminho certo de comunicação com o seu público.

Tenha uma boa UX como meta

Coloque seu cliente no centro de tudo. 

Essa é uma forma da experiência do usuário não ser um detalhe, mas a missão da sua equipe ou da Agência que você contratou pro desenvolvimento do site.

Quanto mais você conhecer seus clientes, mais fácil será atraí-los pra você no meio digital.

Nós, aqui da Agência Titânio, somos especialistas em sites e Marketing B2B, se você quiser ter acesso a mais conteúdos como esse, nos siga nas redes sociais:  Instagram, Facebook e Linkedin!