fbpx
Marketing de Conteúdo
Os erros do Marketing de Conteúdo

3 erros que podem atrapalhar o Marketing de Conteúdo da sua empresa

Quando você decide iniciar uma estratégia de Marketing Digital, acaba esbarrando na palavra “Marketing de Conteúdo”. Alguém fala pra você que é importante construir conteúdo para incluir seus leads em um funil de vendas e daí se inicia a saga de produção achando que quanto mais produzir, mais clientes fará! Porém, na prática não está vendo isso acontecer, acertamos?

Pois bem, antes de apontar os possíveis erros, vamos conceituar Marketing de Conteúdo como uma estratégia poderosa de Inbound Marketing focada na criação e distribuição de conteúdo relevante, por exemplo artigos, ebooks e posts nas redes sociais, sem promover explicitamente a marca. A empresa ajuda seu público-alvo a resolver seus problemas e vira uma autoridade no assunto.

Essa é uma forma de atrair vendas de forma orgânica para a sua empresa, afinal, pense conosco: você, como cliente, compraria/contrataria de uma marca que te agrega o tempo inteiro com conteúdo de valor, sem necessariamente ficar te importunando com propagandas, ou da marca que só fala com você quando quer te vender?

A resposta é fácil! Por isso, pensando em te ajudar a desenvolver essa estratégia de forma assertiva, vamos pontuar aqui os principais erros que travam muitos negócios de conquistarem cada vez mais clientes qualificados através do Marketing de Conteúdo.

1. Erro na definição da persona e na relevância do conteúdo

Com quem a sua marca fala? A criação de conteúdo não é sobre o que a sua marca faz, mas sobre o que a sua persona precisa! É importante entender logo de início que a sua empresa não é o que você pensa dela, e sim o que os seus clientes pensam. Porém, quem são eles?

A persona é a representação do seu cliente ideal, como se fosse um personagem fictício, no entanto baseado em dados reais das pessoas que já compraram da sua empresa. Por isso, se você já tem clientes, os analise, você pode fazer isso disparando pesquisas via Google Forms ou Typeform. Estude quem compra ou contrata seus serviços, eles têm características similares quanto à dores e sonhos e a solução que só a sua empresa proporciona.

A definição da sua persona serve para trazer clareza quanto ao público que você deve buscar atrair, pessoas que não vão apenas consumir o conteúdo que a sua empresa produz, mas que têm grandes chances de se tornar clientes reais.

A importância de um conteúdo de valor

Importante entender que a criação de um conteúdo de extremo valor fará com que a sua persona flutue pelo funil de vendas de uma forma natural, percebendo e descobrindo dores que até então eram inexistentes e, ao sentir a necessidade de fazer uma compra, irão optar por uma marca de confiança.

A internet é um mar de informações e o consumidor atual está acostumado a acessá-la o tempo inteiro, parando nos conteúdos que mais lhe chamaram a atenção e lhe geraram emoção, ou seja, se o seu conteúdo não tiver qualidade e relevância, dificilmente vai se destacar perante o público que você quer atrair, e esse é um erro grave.

Olhe para o que sua empresa produz de conteúdo, é preciso ajustar com quem ela fala e se o que você fala é relevante para a sua persona ou apenas pra você. Isso quer dizer que errar na hora de definir a sua persona pode fazer com que todo o conteúdo produzido seja voltado para um público errado ou, mesmo que seja a pessoa correta, um conteúdo irrelevante para ela, o que resultaria no fracasso completo da estratégia.

Foco somente na venda. Ignorando os princípios básicos do Inbound Marketing

Você já escutou uma frase que diz: “O segredo não é correr atrás das borboletas, e sim cuidar do jardim para que elas venham até você”? Só querer vender é uma corrida cansativa atrás das borboletas.

Marketing de conteúdo é um dos pilares do Inbound Marketing, sendo este focado em atrair, converter e encantar clientes e para isso, é muito importante que se construa conexão com a persona!

Uma abordagem direta e única em vendas esfria a relação com a sua lead e a estratégia de marketing de conteúdo perde o sentido, tendo a empresa que lidar com uma lead fria o tempo inteiro.

Parece papo de coach, mas é real: pessoas precisam de pessoas, e não de mais um vendedor! Por isso, se preocupe em produzir um conteúdo que realmente ajude a sua persona, pois, quanto mais você a educar, mais conversão você terá!

Um problema grave: falta de autenticidade

Pense na sua rede social, como são os posts que você passa direto? São conteúdos parecidos com outros 500 da internet? Agora pense no conteúdo da sua empresa com a cabeça da sua persona, ele está atrativo? É interessante e relevante? É diferente? Se as respostas forem não, acenda um sinal de alerta!

Autenticidade no Marketing de Conteúdo tem por foco estabelecer uma relação entre marca e cliente. O conteúdo precisa ser passado de uma forma única, com o jeito de falar e o tom de voz da sua empresa.

Para isso, é importante desenvolver a sua marca além do produto, estabeleça as bandeiras que a sua empresa levanta, no que ela acredita e quais são as causas que ela abraça. Defenda essas opiniões e se preocupe em manter a consistência.

Com isso em mente, tire tempo para produzir peças de conteúdo com sua equipe realmente úteis e atrativos, ou terceirize o serviço para uma empresa qualificada

2. Pensar somente em estratégias de curto prazo e não construir um calendário de editorias

O marketing de conteúdo é um esforço a longo prazo mas que, bem aplicado, gera resultados que se perpetuam ao longo do tempo. E aí que a ansiedade pode matar a sua estratégia.

Vendas ou leads não surgem de forma imediata, lembre: você primeiro precisa cuidar do jardim! Ou seja, você precisa semear, plantar e regar, mas também vai ter de esperar com paciência até ver os frutos do trabalho.

Não estamos desmerecendo iniciativas de curto prazo, elas podem funcionar muito bem mas não devem ser sua única estratégia. Crie valor e construa um relacionamento com a sua persona, isso fará com que as vendas ocorram de forma natural no futuro e sua empresa fique mais segura com as possíveis crises econômicas no país.

Não construir um calendário editorial

Mas atenção! Plantar não significa gerar conteúdo por gerar, precisa ter uma estratégia intencional por trás! Por exemplo, este post tem a intenção de te alertar quanto aos erros comuns do Marketing de Conteúdo que podem estar prejudicando a sua empresa, bem como te educar quanto a relevância de um planejamento bem feito e o quanto isso não pode ser negligenciado e, mais que isso, ele foi incluído a partir de um calendário editorial focado em aumentar a autoridade da Titânio.

Logo, de forma conceitual o calendário editorial serve para organizar o que vai ser publicado pela sua empresa em seu blog, rede social, email marketing e afins, com o intuito de garantir que a estratégia de conteúdo tenha uma ordem definida para dar melhores resultados.

Quando ele inexiste ou não é seguido, fica muito difícil manter a consistência das publicações, saber que assuntos já foram abordados e criar uma estratégia para atrair mais tráfego, fora que para a sua persona, a sua presença não fica tão marcada e o engajamento vai pro espaço.

Não variar os formatos de conteúdo

O princípio básico de uma boa comunicação é fazer com que a sua mensagem chegue de forma clara ao seu remetente! No entanto, somos seres sensoriais, e por isso variamos quanto a assimilação de conteúdos, existindo pessoas que são mais visuais, mais auditivas ou cinestésicas.

Logo, tendo ciência disso, é importante que ao longo do seu conteúdo, você varie a forma de passá-lo, podendo utilizar áudios, infográficos, mapas mentais ou imagens. Sem isso, você acaba limitando o número de pessoas que irão receber mensagem que a sua empresa quer passar.

3. Não analisar as métricas e aplicar ferramentas de otimização

Qualquer gestor de empresa sabe que as métricas são extremamente importantes para saber se as ações implementadas estão no caminho certo ou precisam ser redirecionadas, no Marketing de Conteúdo a história é a mesma!

Você só saberá o que funciona bem com a sua persona e qual o tipo de conteúdo que ela quer testando e analisando as métricas. Deixar de acompanhar os indicadores ou só olhar para os que lhe convém (as famosas métricas de vaidade, que passam um sucesso ilusório) pode ser o maior erro que você pode cometer!

No que tange a rotina de produção de conteúdos para que a análise funcione, o que observamos muitas empresas fazendo é publicar uma única vez esperando que viralize e seja incrível, depositando nesse único conteúdo todas as esperanças! Isso é como resolver iniciar uma carreira e esperar, de uma única vez, se tornar a maior referência no assunto. É óbvio que isso não irá acontecer!

Assim sendo, é importante ter consistência no processo de divulgação de conteúdo, pois somente assim você conseguirá entender o que funciona melhor para o seu negócio, tornando seu processo de planejamento mais assertivo e eficaz.

O SEO, que significa otimização para mecanismos de busca, também é uma importante fonte de tráfego, podendo ser aplicado em site, blog e outros canais digitais da sua empresa.

Conclusão

Esses são os erros mais comuns em uma estratégia de Marketing de Conteúdo e que, definitivamente, podem estar congelando o crescimento da sua empresa.

Por isso a importância de entender que é uma estratégia a longo prazo, sendo preciso produzir e acompanhar as métricas o tempo inteiro, somente assim conseguirá identificar onde estão os furos do seu funil de vendas e porque o seu cliente desistiu de contratar você naquele momento.

Precisa de ajuda com o planejamento e construção da sua estratégia? Nós da Titânio somos especialistas em Marketing Digital e podemos ajudar a sua empresa nessa jornada, fale conosco!